quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Cético

Não acreditava em fantasmas, nem em alma penada, mas naquela noite,
já começava a incomodar aquelas inexplicáveis mãos frias nos seus pés.


(Lucia Helena Ramos, mini-conto escolhido a ser publicado no e-book Contos Mínimos, concurso do Simpósio Internacional de Contadores de Histórias. Foto: Ney Robinson)

3 comentários:

Velton Clarindo disse...

Não adianta tentar negar...
Todo mundo tem dessas sensaçoes em alguns momentos da vida.

Existe uma tendencia incômoda de varrer esses eventos para debaixo do tapete e levantar a bandeira do ateismo.

amei.

José María Souza Costa disse...

Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Natal agradável, harmonioso e com sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Lucinha disse...

Agradecemos a visita e os comentários! vamos visita-los! abraços!